Blogue do Santo Amaro

Depois de alguns anos sem "mordomos", as festas do Santo Amaro em Pombal arriscavam-se a perder a sua componente pagã para sempre. Foi devido a essa realidade que um grupo de jovens de Pombal, decidiu juntar-se, e organizar as festas de 2009. Este blogue tenciona assim, ser um ponto de encontro, para todos os que se queiram juntar a nós. Para que estas sejam, sem dúvida, as melhores festas de sempre...

terça-feira, 27 de Maio de 2008

História e vida de Sto Amaro


Festejado a 15 de Janeiro, Santo Amaro - também chamado de Mauro - nasceu em Roma no século VI. De origem patrícia, era filho do senador romano Eutichio.
Com apenas doze anos de idade sai de Roma para o Monte Cassino, trazido por seus pais que, o entregam aos cuidados de São Bento, fundador da Ordem Beneditina, para que ali termine a sua formação. Verificando-lhe elevadas qualidades, corresponde de tal modo às expectativas do seu mestre, que se torna o seu homem de confiança e em pouco espaço de tempo, vai sendo encarado pelos outros religiosos como um exemplo a seguir. São Bento em reconhecimento dessas virtudes, escolhe-o para trabalhar na escola de jovens, anexa ao mosteiro de Monte Cassino.
São Gregório exaltou-o por se ter distinguido no amor, na oração e no silêncio, e que, a exemplo de São Pedro, foi recompensado pela sua obediência andando sobre as águas. Conta-se que certa vez um colega seu, de nome Plácido, estava a afogar-se longe de todos, no açude de Subiaco. São Bento teve a visão do perigo e pediu a Amaro que fosse salvar o irmão religioso: “Irmão Amaro, vai depressa procurar Plácido, que está prestes a afogar-se”. Obediente, Amaro pediu a São Bento que o abençoasse e, sem hesitar e com a graça de Deus, correu e andou sobre as águas sem se afundar, agarrou Plácido pelos cabelos e trouxe-o para a margem não se apercebendo sequer, Amaro, de ter saído de terra firme. Quando Amaro deu conta do que sucedera atribuiu os méritos ao seu mestre, São Bento. Teve portanto mais fé do que São Pedro que, por duvidar, se afundou nas águas do mar de Tiberíades.
Reconhecido o valor de Amaro, que cumpria tão bem o ideal da Ordem (dos beneditinos), o Patriarca dos monges incumbiu-o de importante missão: difundir na Gália (França) a Regra de São Bento, o que ele executou nos primeiros vinte anos do século VII.
Com alguma naturalidade, foi sendo encarado como o herdeiro espiritual de São Bento e seu eventual sucessor. Segundo uma tradição, foi mesmo Amaro quem ficou a substituir São Bento quando este foi viver para o Monte Cassino. A ele é atribuída a abertura da Ordem beneditina em França e a fundação do mosteiro de Granfeuil (Saint-Maur-sur-Loire).
Suas principais virtudes: casto, humilde, caridoso e obediente à Regra da Ordem. Ainda em vida, Amaro teve fama de santidade. Faleceu em 584.
É invocado na cura de certas doenças; gripe, reumatismo, rouquidão, dor de cabeça e paralisia. É padroeiro dos transportadores.
A sua imagem representa-o com algumas variantes: habitualmente vestido com hábito e capuz tendo um livro na mão (o livro da Regra de São Bento ou, se quisermos, os Estatutos da Ordem) e uma pequena balança (para pesar a comida dos religiosos), balança esta que lhe terá sido entregue por São Bento ao partir para França.
Noutras imagens é representado com báculo abacial, semelhante ao que os Bispos e o Papa ainda hoje usam quando estão a presidir a algum acto religioso.
Ainda por vezes, é representado com uma muleta que alude ao seu patrocínio em favor dos que sofrem de males dos ossos ou de gota.
No seu escudo encontramos gravadas umas flores de liz que recordam que foi ele que introduziu a Ordem beneditina em França.

10 comentários:

Santo Amaro 2009 disse...

Em nome de todos, fica aqui o nosso obrigado ao Nelson Pedrosa por esta lição de história, que vem engrandecer a nossa vontade de devolver às festas de tão honroso Santo a dignidade, que pela sua história de vida, merece.

Pedro Pimpão disse...

E que nós nos orgulhamos de perpetuar;) ehehe

Paulo disse...

Se o Sr Amaro ainda por cá andasse, de certo que se orgulharia dos mordomos que lhe calharam em sorte para organizar as festas em Sua honra!

Que dignifiquem o bom nome do Amaro.
Deposito muita fé em vós e,a avaliar pelo possível Mega-concerto de Leonel Nunes,da farta componente etílica da celebração e da já anunciada "1ª grande largada de Toiras" do Concelho, não vejo a hora de se iniciarem as festividades.

Grande abraço
Paulo Araújo

Anónimo disse...

Visitem dia 15 de janeiro a bela localidade de labruge, no concelho de vila do conde. Lá se realizam anualmente neste dia as festas a santo amaro sendo feriado local no mesmo dia.

Anónimo disse...

Todos os anos se realiza a Feira do de Santo Amaro, que se realiza á mais de 500 anos no dia 15 de Janeiro. Fica na localidade Santo Amaro, concelho de Estarreja, distrito de Aveiro. Apareçam por cá.

Obrigado.

Padre Araújo disse...

Amigos, os meus parabens por serem devotos e terem Fé neste Grande Santo.Já vi um espetáculo do Loureirodebacelos@gmail.com que è um artista do Minho onde ele cantou e encantou toda gente au cantar a vida de Santo Amaro á desgarrada e ao toque da concertina. Parabens para o Grande Artista do Minho

Anónimo disse...

bom dia, sabes alguma bibliografia pra eu ter como referencia sobre santo amaro: obrigado

ROSÉLIA BRAGA disse...

15 DE JANEIRO DE 2013, HOJE TOMO CONHECIMENTO DA HISTÓRIA DE TAMANHA DEVOÇÃO DA POPULAÇÃO CAMPISTA ( CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ)AO SANTO AMARO, CONHECENDO SUA HISTÓRIA DE SANTIDADE, ME EMOCIONO E PRESENCIO PELA PRIMEIRA VEZ MINHA FAMÍLIA QUE NUM GRUPO DE 5 PESSOAS CAMINHARAM POR 8 HORAS E TRINTA MINUTOS CHEGANDO AO ESGOTAMENTO FÍSICO E A GRANDE EMOÇÃO DE DEVER CUMPRIDO POR GRAÇAS RECEBIDAS. DEIXO MEUS PARABÉNS A: ÍTALO, ZANE, MARCOS, JULIANA E JADSON PELA FÉ E DETERMINAÇÃO.

Lilia disse...

O que nos move é a fé,sentimento abstrato e tão intenso ,capaz de remover montanhas... A gratidão é um das mais belas virtudes que existem e agradecer a piedade divina com tamanho sacrifício é um ato digno de muitos aplausos.Parabéns a todos que conseguiram concluir esta caminhada e em especial a esta família que conheci há pouco tempo e que já faz parte da minha história: Rosângela,ìtalo ,Juliana e Jadinho .,Grande bj e em especial a Marcos que esta demonstrando ser um grande padrinho. b
jss ,Lília

Nilselayne Gomes disse...

Gostei muito da historia .:-) santo Amaro foi um exemplo, de pessoa que teve fé .bj s pra todos.